Lulu around the world - Japão [Dia 1 - Tóquio]

22:15 Tokyo Fashion Girls 0 Comentários

OLHA EU GENTEEEEE!!!

Bom, sem mais delongas apresento para vocês o diário do primeiro dia no Japão, espero que vocês curtam ler sobre esses dias maravilhosos que nós passamos lá e que isso inspire vocês a irem atrás de seus sonhos e um dia conhecer esse país maravilhoso ♥


Meu passaporte é o único diferentão :(

Saímos de Fortaleza no dia 28/03 pela manhã e chegamos no Japão no dia 30/03 às 13:00hs (horário do Japão). Como a Kim e Roberta não tem visto americano e não falam inglês eu fui muito MIGA e comprei a minha passagem indo por Dubai para fazer companhia a elas! No total pegamos:
3,5hs de vôo de Fortaleza - São Paulo
14hs de vôo de São Paulo - Dubai
12hs de vôo de Dubai - Japão

Chegamos em São Paulo perto de meio dia e nosso vôo só saía às OITO DA NOITE, então nos divertimos bastante dormindo nos bancos do aeroporto.
Incrivelmente não precisei me rivotrilizar para aguentar a viagem e até que as primeiras 14 horas passaram tranquilamente e eu dormi como um bebê (apesar de as primeiras 7 horas terem sido super turbulentas).

Nossa conexão em Dubai foi curta, umas 2-3 horas (INSHALÁ) e logo entramos no vôo pro Japão.

Estou colocando foto feia só pra ilustrar senão o post fica só com texto

O vôo de Dubai pro Japão foi o mais sofrido, já tínhamos dormido o que tinha para dormir, já estávamos há um dia na estrada e ainda nem sinal da terra do sol nascente. A comida de avião já nem descia mais e deuzulivri comprar comida em aeroporto, quando botamos os pés no Japão demorei pra acreditar que aquilo tudo tinha acabado!

O Japão tem uma alfândega esquisita, você declara o que tem, passa com as malas e o carinha encasqueta com alguma mala e pede pra abrir (No caso, encasquetou com a da Kim), mas foi tranquilo, só abrir a mala, mostrar as calcinhas pro moço e ir simbora (as outras malas nem num raio X passaram, mas com certeza devem passar em algum outro lugar).


Passamos muito rapidamente pela imigração (que encasquetou com a Kim, de novo) e fomos fazer os procedimentos de chegada ao Japão.
Quando montei meu itinerário eu considerei que assim que chegasse em Narita iríamos fazer 3 coisas:
- Trocar o rail pass
- Pegar o pupuru (Pocket wifi)
- Carregar o cartão PASMO

Acabou que só consegui trocar o rail pass em uma fila INFINITA, esse foi o momento número 1 onde eu pensei "Talvez o Japão não seja tão preparado assim para o turismo", com vôos chegando toda hora e milhares de passageiros passando pelo aeroporto eles só tem uma lojinha com 3 caixas e uma fila quilométrica que anda muito devagar. Tudo bem que não é todo mundo que compra rail pass, mas a maioria dos turistas com certeza! O processo é todo manual, você preenche o cartãozinho com seu nome e dados do passaporte, escolhe a data que o seu rail pass vai começar a funcionar e MORRE ESPERANDO NA FILA.

O Pupuru, pocket wifi que é mais barato, não aceita que faça o pedido na hora, você tem que encomendar no site e pedir ou para entregar no seu hotel ou ir buscar no aeroporto (Passei 45 minutos fazendo mímica com os atendentes para entender isso). Acabou que tive que alugar um outro pocket wifi que era tipo um smartphone que nunca consegui fazer ligações nele [Escolha errada da viagem número 1]. Se eu tivesse pesquisado um pouco ou pelo menos aberto o site da Pupuru teria visto que realmente é só com encomenda.

Não achei a máquina do PASMO então não pude trocar no aeroporto.

Esperamos um pouco e a Luana (que veio num vôo separado) chegou, trocou o rail pass e fomos comprar a passagem do limousine bus que também tinha uma fila quilométrica para pagar.
Acabou que saímos do aeroporto em torno de 4-5 da tarde e só chegamos no apartamento umas 8-9hs da noite [Escolha errada da viagem número 2], ficamos presas num trânsito infernal e descemos no Hilton Shinjuku que era a parada mais próxima do nosso apartamento.
De lá, pegamos dois taxis (não cabia 4 moças e suas malas só em um) e passamos uns bons 10 minutos enchendo o saco dos taxistas para ter certeza que eles levaram a gente para o lugar correto.

Nós alugamos um apartamento no Airbnb por motivos de GRANA e porque eu particularmente acho um apartamento bem mais confortável do que um hotel. O apartamento que alugamos foi esse aqui e as 11 diárias para 4 meninas saiu em torno de R$3.700! Tinha um representante da empresa que aluga os apartamentos lá esperando e ele explicou tudinho como funciona enquanto jogávamos nossas coisas num canto e só queríamos tomar um banho.

Como eu sou uma pessoa cansada, tomei banho e fiquei no apartamento enquanto as meninas saíram pra desbravar a rua.

Pelo menos trouxeram uma comidinha esperta!

No meu itinerário inicial nós iríamos no Pokémon Center mega Tokyo, mas ele não considerou perder 4 horas no trânsito de Tóquio, então tivemos que cancelar essa parte.

E foi isso! Um pouco de turbulência em comparação com o que havia planejado mas nada desesperador! Nossas aventuras começam mesmo no dia 2, aguardem cenas do próximo capítulo!

Até mais!
Luciana

0 comentários: